Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

GNV e gás encanado ficam mais caros em SP

Agência reguladora autorizou aumento de 40% no gás veicular a partir dessa sexta-feira

As tarifas de gás vão ficar mais caras em São Paulo. Nesta quarta-feira, a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) autorizou um reajuste nos serviços da Comgás. O gás encanado vai subir 11% para residências e o valor do Gás Natural Veicular (GNV) subirá 40%.

As novas tarifas passam a valer já a partir dessa sexta, conforme a autorização publicada no “Diário Oficial do Estado”.

Segundo a Comgás. o reajuste se deve a atualização do custo do gás natural, por conta da alta dos preços do petróleo e da taxa de câmbio. O reajuste é considerado exepcional, já que a companhia altera os valores das tarifas todo o mês de maio, no aniversário do contrato de concessão.

Segundo a companhia, para o segmento residencial, a alta média é de 11%. Para os comerciantes, o gás ficará 14% mais caro e, no caso das indústrias, 32%. O maior reajuste é no valor do GNV, usado como combustível alternativo à gasolina e etanol. O valor para os postos de combustível ficará 40% mais caro. O repasse desse custo ao consumidor depende dos estabelecimentos.

A Comgás atende a mais de 1,8 milhão de clientes em sua área de concessão no estado de São Paulo: a região metropolitana de São Paulo, a região administrativa de Campinas, a Baixada Santista e o Vale do Paraíba.