Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gigante nuclear Areva cortará funcionários franceses e alemães

O gigante nuclear francês Areva adotou nesta segunda-feira um plano de rigor para responder a fortes perdas e assumir as consequências da catástrofe de Fukushima, o que levará à supressão de 1.200 funcionários na Alemanha e a perda de 1.200 postos de trabalho na França em 2012.

Esse plano de rigor, chamado “Ação 2016”, está sendo preparado desde a chegada de Luc Oursel à direção da empresa com a missão de sanar as contas da companhia, dirigida por Anne Lauvergeon de 2001 a 2011.

O principal objetivo é economizar 1 bilhão de euros por ano até 2016, reduzindo os custos de funcionamento. Os investimentos também serão reduzidos em um terço.

O grupo, que emprega 48.000 pessoas no mundo, mais da metade na França, não deu informações sobre as consequências do plano de rigor entre seus funcionários, enquanto se esperava a confirmação da mais forte reestruturação da empresa desde sua criação em 2001.