Gigante chinesa quer disputar obras de metrô e trem em SP

Grupo CRCC assinou um protocolo de intenções com o governador de SP, João Doria, para participar da licitação de três projetos estimados em R$ 22 bilhões

Por Felipe Caneiro, de Xian - Atualizado em 7 ago 2019, 09h34 - Publicado em 7 ago 2019, 09h14

O presidente da chinesa CRCC (China Railway Construction Corporation Limited), Deng Yong, assinou nesta quarta-feira, 7, um protocolo de intenções em cerimônia com o governador de São Paulo, João Doria, para participar das licitações de três parcerias público privadas (PPP) no estado que somam 22 bilhões de reais.

A CRCC, a 48ª maior empresa do mundo, com escritório em 14 países, mostrou interesse em participar da obra da linha 6 do metrô paulistano, estimada inicialmente em 12 bilhões de reais, na construção de uma ferrovia Americana-São Paulo-Santos (6 bilhões de reais) e na despoluição do Rio Pinheiros (4 bilhões de reais).

“Empresas e fundos inglesas, japoneses e do Oriente Médio também demonstraram interesse nessas licitações, mas a assinatura desse protocolo mostra um apetite de investimento dos chineses, dá uma segurança e uma chancela da seriedade de suas intenções “, disse Doria durante a assinatura do protocolo.

O governador chamou atenção para uma vantagem importante dos chineses: a empresa financia, constrói e opera seus empreendimentos. Segundo Doria, também há uma previsibilidade maior nos gastos. “Eles também não fazem aditamentos nas obras. É o mesmo preço no início, meio e fim do projeto. E não atrasam a entrega, como infelizmente é comum no Brasil”, completa.

Publicidade

A cerimônia ocorreu em Xian, na China, onde Doria está em viagem com uma comitiva de integrantes do governo e empresários para trazer negócios para o estado.

Publicidade