Clique e assine a partir de 9,90/mês

Gerdau critica governo e fala em ‘burocracia medieval’

Segundo empresário, governo fala em inovação, mas é o que menos inova

Por Da Redação - 17 jul 2012, 18h26

O presidente do conselho da Gerdau, Jorge Gerdau Johannpeter, criticou a ineficiência de gestão do governo, destacando que os discursos sobre inovação não têm reflexos práticos. “Preocupo-me porque vejo o governo falar em inovação, mas é ele quem menos inova, trabalha com uma burocracia medieval”, disse, apontando a falta de planejamento do Legislativo estadual e federal.

O executivo foi um dos palestrantes do Congresso Internacional da Qualidade, encerrado nesta terça-feira, em Porto Alegre. Gerdau destacou ainda que a dificuldade logística é um dos principais obstáculos para a competitividade do país. “Nossa logística custa 17,8% sobre o Produto Interno Bruto (PIB), nos Estados Unidos é 6,5%.”

Gerdau também mostrou preocupação com a baixa taxa de poupança do País, abaixo de 20% do PIB, segundo ele, 16% a cargo do setor privado. “Quem poupa abaixo de 20% do PIB não cresce mais de 2,5%, existem estudos que comprovam”, argumentou, ressaltando que o crescimento da China se sustenta pela poupança de 40% do PIB. A Índia poupa 27%, comparou o empresário.

(Com Agência Estado)

Publicidade