Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Geração de empregos no Brasil em novembro é a menor em 11 meses

Neste ano, foram abertas 2,3 milhões de vagas

A economia brasileira criou 42.735 postos de trabalho com carteira assinada em novembro, informou o Ministério do Trabalho nesta terça-feira. É o pior número desde dezembro do ano passado, quando houve fechamento de 407.510 vagas. Para o mês de novembro, é o pior resultado desde 2008, quando o saldo líquido ficou negativo em 40.821.

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) aponta que as contratações em novembro foram de 1.620.422, enquanto as demissões somaram 1.577.687, ambos os maiores para o mês.

Ainda segundo os dados do Caged, no acumulado de 2011 os empregos gerados entre janeiro e novembro atingiram 2.320.753, o que representa um crescimento de 6,46% em relação ao estoque de empregos de dezembro de 2010. O resultado deste período foi o segundo melhor na série do Caged entre os anos de 2003 e 2011, atrás apenas do resultado de 2010, quando foram gerados 2.918.549 empregos formais. No acumulado dos últimos 12 meses, a geração de empregos com carteira assinada atingiu 1.900.571.

“Os efeitos da crise internacional parecem estar repercutindo com maior intensidade no setor da Indústria de Transformação, que, nesses últimos meses, vem demonstrando sinais de perda de dinamismo”, afirma o documento.

Setores – Em novembro, a expansão do emprego foi positiva em quatro entre os oito setores de atividade econômica. Os setores que contrataram mais do que demitiram foram comércio (107.920 postos), serviços (53.999), administração pública (250 postos) e extrativa mineral (129).

As demissões líquidas ocorreram nos setores da Indústria de Transformação (-54.306 postos), Agricultura (-42.297),Construção Civil (-22.789) e serviços industriais de utilidade pública (-171).

Os dados mostram ainda a elevação do emprego em 21 unidades da Federação. Os destaques foram os estados do Rio de Janeiro (+24.867), Rio Grande do Sul (+12.875), Santa Catarina (+12.089), Minas Gerais (+5.825) e Paraná (+5.663). Em São Paulo, as demissões superaram em 29.145 as contratações realizadas em novembro de 2011.

(Com Agência Estado e Reuters)