Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

GDF Suez: expansão de Jirau vende energia no leilão A-3

Por Kelly Lima e Wellington Bahnemann

São Paulo – A International Power-GDF Suez Energy Brasil (IPR-GDF Suez Energy Brasil) garantiu hoje no leilão A-3 a expansão da hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia, de 44 unidades para 50 unidades. Segundo nota da empresa, esta expansão resultará no aumento da capacidade instalada total de3,3 mil MW para 3,75 mil MW. O total de energia assegurada subirá para 2,184 mil MW, dos quais 73% já foram vendidos para distribuidoras, em contratos de longo prazo. O restante da energia será vendido no mercado livre, principalmente para clientes industriais.

De acordo com a nota da GDF Suez, as seis novas unidades irão gerar 209 MW de energia assegurada que foram vendidos na totalidade a um preço indexado pela inflação de R$ 102 o MWh (US$ 64 /MWh) por 30 anos, com início em 2014. A expansão pode permitir que sejam agregados ao projeto mais 90 MW de energia assegurada, além dos 209 MW vendidos hoje. O projeto da usina hidrelétrica Jirau levou em conta o potencial para unidades adicionais. Como resultado, esta expansão irá se beneficiar da infraestrutura compartilhada e de economias de escala que irão agregar valor ao projeto.

Ainda na nota, Mauricio Bähr, presidente da IPR-GDF Suez, comentou que “a expansão de Jirau, que é o maior projeto hidrelétrico atualmente em construção no mundo, reforça nosso compromisso em oferecer ao Brasil energia limpa e renovável. Ela agrega valor ao projeto sem aumentar seus riscos de construção e impactos socioambientais”.

A IPR-GDF Suez Latin America detém 50,1% da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), empresa de propósito específico para a construção da usina de Jirau. Este ativo deverá ser transferido para a Tractebel Energia, seguindo o modelo de negócio da empresa no País. Os demais sócios da ESBR são Eletrobras-CHESF, Eletrobras-Eletrosul e Camargo Correa.