Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Fundos dedicados a ativos emergentes atraem capital

Fundos dedicados a ações de países emergentes reportaram um fluxo positivo de 873,8 milhões de dólares

Por Da Redação 17 ago 2012, 12h02

Os fundos dedicados a bônus de países emergentes tiveram uma entrada líquida de 586 milhões de dólares na semana até 15 de agosto, o equivalente a 0,37% dos recursos administrados por eles, enquanto os fundos dedicados a ações de países emergentes reportaram um fluxo positivo de 873,8 milhões de dólares (0,13% dos recursos administrados), afirmou o Barclays, com base nos dados da EPFR Global.

Os analistas do Barclays afirmaram que os fluxos para os fundos dedicados aos bônus e ações de países emergentes continuaram em um ritmo quase idêntico ao da semana anterior, devido à ausência de notícias para desencadear qualquer mudança.

De acordo com um relatório do Morgan Stanley, entre os fundos dedicados a ações de países emergentes, os fundos dedicados a ações da Coreia do Sul reportaram a maior entrada líquida, de 330 milhões de dólares, seguidos pelo Brasil e China, com fluxos positivos iguais, de 120 milhões de dólares. Os fundos de dedicados a ações de Taiwan tiveram a maior saída líquida de capital no período, no total de 100 milhões de dólares.

No ano até 15 de agosto, os maiores fluxos positivos de capital foram registrados pelos fundos dedicados a ações da China (US$ 2,02 bilhões), Coreia do Sul (US$ 1,93 bilhão), Brasil (1,69 bilhão de dólares) e Rússia (1,44 bilhão de dólares).

Os fundos dedicados a ações de mercados desenvolvidos reportaram saídas de capital de US$ 6,6 bilhões na semana até 15 de agosto, com os EUA registrando o maior fluxo negativo, de US$ 6,2 bilhões, enquanto o Japão teve fluxo positivo de US$ 470 milhões, afirmou o Morgan Stanley. No ano até 15 de agosto, os fundos dedicados a ações de mercados desenvolvidos tiveram fluxos negativos de 55 bilhões de dólares.

Leia mais:

Fundos de previdência captam R$ 1,8 bilhão em julho

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês