Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fundador da Dell diz que empresa não é mais só de PC’s

Por Renato Cruz

Aspen (EUA) – Para Michael Dell, presidente da fabricante de PCs que leva o seu nome, existe atualmente uma percepção errada sobre a sua marca. Segundo ele, �oh, não sabia que vocês faziam isso� é uma frase comum que representantes da Dell têm ouvido de diretores de tecnologia ao redor do mundo. �Não somos mais uma empresa de PCs�, disse.

Nos últimos cinco anos, desde que reassumiu o comando da companhia, Dell tem feito um grande esforço para que a companhia passe a ser vista como uma provedora de sistema de tecnologia da informação para empresas, muito diferente daquela que criou há 28 anos, especializada em vender PCs sob encomenda. Para isso, a companhia tem feito aquisições em áreas como segurança da informação, armazenamento de dados, software e serviços.

O movimento significa que a empresa está se distanciando do mercado de consumo. Dell chegou a dizer, durante uma apresentação feita na terça-feira que a Apple não é, na maioria dos mercados em que a Dell atua, uma competidora. �Tornamos seguros iPhones e Androids�, disse Dell, referindo-se a sistemas vendidos pela companhia para permitir a integração de celulares inteligentes aos sistemas corporativos. �Ainda somos competidores em PCs e, em breve, em tablets, com o Windows 8.�

O fundador da Dell afirmou que o mercado mundial de tecnologia da informação movimenta, anualmente, cerca de US$ 3 trilhões. Segundo ele, desse total, US$ 2,75 trilhões são gastos por empresas, governos e instituições. Dessa forma, ele justificou sua mudança de foco, para longe do mercado de consumo, que representa �somente� US$ 250 bilhões.

O discurso de Michael Dell está de acordo com o desempenho da empresa no mercado. No segundo trimestre deste ano, segundo a consultoria Gartner, a Dell caiu da terceira para a quarta posição entre os maiores fabricantes de PCs do mundo. À frente dela, ficaram a HP, a Lenovo e a Acer. As vendas da Dell, em volumes, diminuíram 11,5% em relação ao mesmo período de 2011, somando 9,3 milhões de unidades. A queda foi maior que a do mercado total, que registrou uma redução de 0,1%, para 87,5 milhões de unidades entre abril e junho.

Dell anunciou na terça-feira a criação de um fundo de investimento de US$ 60 milhões, para empresas de armazenamento de dados, durante o evento Fortune Brainstorm Tech 2012, realizado em Aspen, nos Estados Unidos. A Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) são patrocinadoras do evento. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.