Clique e assine a partir de 9,90/mês

França reduz projeção de expansão para 1,75% em 2011

Por Da Redação - 24 ago 2011, 14h17

Por Danielle Chaves

Paris – A França cortou suas estimativas para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país neste ano e no próximo e revelou uma série de medidas de austeridade com o objetivo de controlar seu déficit orçamentário diante da desaceleração da economia. O primeiro-ministro francês, François Fillon, informou que a economia da França vai crescer apenas 1,75% neste ano, em vez de 2% como calculado anteriormente, e à mesma taxa em 2012, abaixo do cálculo anterior de 2,25%.

A revisão para baixo ocorre depois de a economia francesa estagnar no segundo trimestre deste ano à medida que as famílias cortaram os gastos, dificultando os planos de redução de déficit do governo. O crescimento mais fraco do que o previsto pode resultar em coleta de impostos menor e gastos maiores com benefícios para desempregados.

Fillon afirmou que a situação econômica frágil nos EUA e a crise de dívida soberana europeia estão pesando sobre o crescimento da França. Por isso, o governo procurou medidas adicionais para aumentar a receita. As medidas de corte de custos são uma combinação de mais congelamento nos gastos do governo com o fim ou redução de várias isenções fiscais, bem como uma taxa excepcional sobre os contribuintes franceses mais ricos. As informações são da Dow Jones.

Publicidade