Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Fórum de Davos premia o fotógrafo Sebastião Salgado na abertura do evento

Para organização, trabalho do fotógrafo brasileiro chama atenção para questões de desigualdade e sustentabilidade; Evento ocorre de forma online até dia 29

Por da Redação Atualizado em 29 jan 2021, 19h50 - Publicado em 24 jan 2021, 18h41

O fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado foi premiado com o “Crystal Awards”, um prêmio oferecido pela organização do Fórum Econômico Mundial. O evento deste ano ocorre de forma online, devido à pandemia do novo coronavírus e começou neste domingo, 24, justamente com a premiação que reconhece artistas que promovem mudanças positivas. Além do brasileiro, o arquiteto ganês David Adjaye também foi premiado. O Fórum Econômico Mundial vai até o próximo dia 29 e deve discutir, principalmente, questões de sustentabilidade na edição deste ano. “Podemos viver todos dentro de um planeta protegido. Podemos viver em paz com o meio ambiente”, disse Salgado ao agradecer a premiação. 

Pela segunda edição seguida, o presidente Jair Bolsonaro não irá participar do evento. Nos painéis, o governo será representado pelo vice-presidente Hamilton Mourão e os ministros Paulo Guedes, Tereza Cristina e Ernesto Araújo.

Para a organização de Davos, o trabalho de Salgado abre debate sobre a condição humana e chama atenção para questões de desigualdade e sustentabilidade. “O mais importante para a comunidade humana pelo mundo é a solidariedade”, afirmou ele. “Os valores de nossa sociedade não são intelectuais ou materiais. Mas são valores essenciais como comunidade, solidariedade e amor”, disse. “São os valores que nossa mãe nos ensina. Mãe não ensina egoísmo. 

Salgado, antes de começar a fotografar, chegou a trabalhar como economista na Organização Internacional do Café, no fim da década de 1960. Desde então, produziu várias séries documentais extensas ao longo de sua carreira, incluindo ÁfricaGênesis, e sua vida e obra são o assunto do livro From My Land to the Planet. Recentemente, concluiu o projeto sobre a Amazônia e as comunidades indígenas, com objetivo de conscientizar sobre a extração ilegal de madeira e outras alterações no bioma, que impactam em mudanças climáticas. Questionado sobre uma mensagem a líderes mundiais, o fotógrafo Salgado insistiu na necessidade de se manter a esperança e aposta que a atual crise deverá servir como forma de garantir que a humanidade possa “viver melhor”.

Participação brasileira

Com a opção de Bolsonaro em ficar mais uma vez de fora do Fórum de Davos, mesmo acontecendo em versão virtual este ano, o vice-presidente Hamilton Mourão participará na quarta-feira, 27, do painel “Financiando a transição na Amazônia para uma bioeconomia sustentável”.  Mourão é presidente do Conselho Amazônia Legal.

No mesmo dia, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, participa da sessão “Destravando inovação para transformar os sistemas de alimentação”. Na sexta-feira, 29, haverá participação de mais dois membros do primeiro escalão do governo brasileiro. O ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores) estará em uma sessão sobre geopolítica. Já Paulo Guedes fala em painel sobre o sistema internacional de comércio.

​O fórum reunirá virtualmente diversos chefes de governo, entre eles Xi Jinping (China), Angela Merkel (Alemanha), Alberto Fernández (Argentina) e Iván Duque (Colômbia). O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres e o Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS, também irão participar do evento.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)