Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Fortuna de Eike despenca 29%, para US$ 2,9 bi, em dois dias

Segundo o ranking de bilionários da Bloomberg, patrimônio do empresário caiu não só pela perda acionária, mas também pelas garantias de bens pessoais que ele deu ao BNDES

Por Da Redação 4 jul 2013, 14h36

A fortuna do empresário Eike Batista despencou 29% desde 2 de julho, de 4,1 bilhões de dólares para 2,9 bilhões de dólares, segundo o ranking que calcula o patrimônio dos bilionários, feito pela Bloomberg. De acordo com a Forbes, no início de 2012, o patrimônio de Eike era de 30 bilhões de dólares.

A queda se deve não só à desvalorização das ações do empresário, mas também à descoberta de garantias de bens pessoais que Eike ofereceu ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para lastrear os empréstimos pedidos à instituição para financiar suas empresas. As garantias são de algo próximo a 1 bilhão de dólares – cerca de 2,3 bilhões de reais. A linha de crédito aprovada para o grupo EBX é de 10,4 bilhões de reais, segundo o BNDES. O banco não informa, no entanto, qual porcentual deste valor foi, de fato, desembolsado.

Leia também:

Eike não precisa de socorro do governo, diz Pimentel

Minoritários da OGX organizam reunião pelo Twitter

Continua após a publicidade

Com reestruturação e saída de Eike, ações da MPX disparam

A Bloomberg informa ainda que a fortuna do banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, também despencou devido às perdas de Eike. A queda chega a 1,3 bilhão de dólares em cerca de quatro meses – desde que Esteves anunciou um acordo com Eike para adquirir uma parcela da OGX. O patrimônio de André Esteves é estimado, hoje, em 3,55 bilhões de dólares.

Leia ainda: Eike Batista renuncia ao cargo de presidente da MPX Energia

BNDES diz que emprestou R$ 10,4 bilhões ao grupo EBX

Segundo informações obtidas pela Bloomberg, as empresas de Eike devem cerca de 286 milhões de dólares ao BTG. Além disso, a mesma fonte afirmou à Bloomberg que o banco acabou de cancelar uma linha de crédito de 1 bilhão de dólares que havia sido acordada quando os dois grupos se associaram, em março.

Continua após a publicidade
Publicidade