Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ford lucra menos do que o esperado no 1º trimestre

Montadora teve queda de 39% em seu resultado líquido em relação a 2013

Por Da Redação 25 abr 2014, 13h44

A Ford lucrou 989 milhões de dólares, ou 0,24 dólar por ação, no primeiro trimestre deste ano, valor menor que o esperado e que representa queda de 39% em relação ao mesmo período de 2013. A companhia teve 400 milhões de dólares em custos extras com garantia para veículos mais velhos na América do Norte e teve de lidar com novos ajustes no balanço patrimonial por causa da desvalorização cambial na América do Sul. A receita da empresa americana subiu levemente, de 35,6 bilhões para 35,9 bilhões de dólares, na comparação anual.

O lucro anterior ao pagamento de impostos recuou 36%, para 1,38 bilhão de dólares (0,25 dólar por ação). Analistas americanos esperavam 0,31 dólar por ação. A Ford reforçou nesta sexta-feira que espera um lucro antes dos impostos na faixa de 7 bilhões a 8 bilhões de dólares este ano. Ela disse que sua linha de crédito deve crescer ainda em 2014 dos atuais 10,7 bilhões de dólares para cerca de 12 bilhões de dólares.

Vendas – O lucro antes de impostos na América do Norte caiu para 1,5 bilhão de dólares – um ano atrás fora de 2,39 bilhões. O mercado norte-americano sustentou a montadora durante décadas, mas a empresa perdeu participação no país.

Na Europa, a Ford teve prejuízo de 194 milhões de dólares, ante resultado negativo de 425 milhões de dólares no ano passado. Na Europa Oriental, contudo, há preocupação com os conflitos entre Rússia e Ucrânia. A montadora já suspendeu temporariamente uma parte da produção russa.

Na América do Sul, as perdas antes dos impostos aumentaram de 218 milhões para 510 milhões de dólares. Na Ásia ela teve um lucro recorde de 291 milhões de dólares, com as vendas na China crescendo 45% no trimestre.

Leia mais:

Ford lança edição especial do Mustang: ’50 Year Limited’

Continua após a publicidade

Ford planeja primeira maratona de programação no Brasil em 2015

Ford anuncia recall de mais de 500 Focus 2014

Negativo – Pesaram no resultado custos adicionais de 400 milhões de dólares com reservas de garantia na América do Norte para veículos mais velhos (fabricados até 2001) e que podem precisar de manutenção. O resultado do trimestre também incluiu 400 milhões de dólares em custos devido especialmente à depreciação no câmbio da Venezuela.

​Custos ligados ao inverno severo no hemisfério norte também prejudicaram os números da empresa – os fretes mais caros resultaram em gastos adicionais de 100 milhões de dólares no primeiro trimestre. A empresa ainda teve um encargo especial de 122 milhões de dólares, principalmente, devido aos custos relacionados ao corte de empregados na Europa, em meio a sua reestruturação na região.

(com agência Reuters e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade