Clique e assine a partir de 9,90/mês

Focus: Mercado piora expectativa de crescimento do PIB

A estimativa de expansão da economia em 2017 caiu para 1,00%, ante 1,13% na semana anterior. A projeção para 2016 também recuou, para -3,40%

Por Da redação - Atualizado em 21 nov 2016, 09h27 - Publicado em 21 nov 2016, 09h23

Economistas do mercado financeiro pioraram a expectativa para o crescimento da economia para 2016 e 2017. De acordo com o Boletim Focus, do Banco Central, divulgado nesta segunda-feira, a estimativa para o PIB do ano que vem caiu para 1,00%, ante 1,13% na semana anterior. E a quinta piora consecutiva desse indicador nas apostas do mercado. Para 2016, a estimativa passou de queda de 3,37% para -3,40%, a sétima semana seguida de recuo.

Na última semana, o Banco Central divulgou Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma prévia PIB. O indicador recuou 0,78% no terceiro trimestre deste ano, se comparado com o trimestre anterior. No confronto com o terceiro trimestre de 2015, a queda foi de 3,84%.

A projeção para a taxa de câmbio para o fim de 2016 aumentou pela segunda semana consecutiva, com o dólar estimado em 3,30 reais, ante 3,22 reais na previsão da semana anterior. Para o fechamento de 2017, a estimativa dos economistas para a moeda americana se manteve em 3,40 reais.

Para este ano, a previsão do IPCA passou de 6,84% para 6,80%, a segunda queda semanal consecutiva. A meta do índice oficial de inflação do país para 2016 é de 4,5%, que com a tolerância de dois pontos porcentuais pode chegar a 6,5%. Para 2017, a estimativa foi mantida em 4,93%. A meta para o ano que vem também é de 4,5%, mas o limite de tolerância para o período é de 1,5 ponto porcentual, o que faz com que o teto seja de 6%.

Continua após a publicidade

A expectativa para a Selic para este ano se manteve em 13,75%. Para o fim de 2017, também permaneceu inalterada, em 10,75% ao ano. A taxa básica de juros está atualmente em 14% ao ano.

Publicidade