Clique e assine a partir de 9,90/mês

FMI prevê retração de 1% da economia brasileira em 2015

Em relatório, fundo diz que baixa será puxada por políticas fiscal e monetária mais rígidas e por cortes de investimentos na Petrobras

Por Da Redação - 10 abr 2015, 17h08

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma queda de 1% da economia brasileira em 2015, uma retração significativa em relação ao estimado anteriormente. Em janeiro, o órgão previa um crescimento de 0,3% para o PIB do país. Em relatório divulgado nesta sexta-feira, o FMI diz que a desaceleração se dará em meio a um contexto de políticas fiscal e monetária mais restritas e aos cortes de investimento da Petrobras.

Por outro lado, os diretores do FMI dizem que o sucesso na implementação do ajuste fiscal e outras medidas podem contribuir para o fortalecimento da confiança, ajudando a atrair investimentos no fim de 2015, dando as bases para a volta do crescimento em 2016.

No documento, o FMI também diz que seus diretores encorajam o fortalecimento da governança para empresas estatais e consideram isso uma “prioridade imediata” para lidar com problemas da Petrobras.

Leia mais:

Continua após a publicidade

FMI reduz projeção de crescimento do Brasil para 0,3% em 2015

Levy diz que rapidez no Congresso é essencial para retomada do crescimento

Diretores também concordaram, de uma maneira geral, com a manutenção do aperto monetário. Eles receberam de forma positiva o comprometimento com a meta de inflação e prontidão para tomar novas medidas de forma a não ameaçá-la.

Relatório – Os países membros do Fundo recebem geralmente todos os anos uma visita de funcionários que recolhem informações financeiras e econômicas e discutem com as autoridades a evolução da economia e as políticas. Ao retornar a Washington, os funcionários elaboram um documento que serve de base para discussão da diretoria executiva da entidade.

Continua após a publicidade

(Com agência Reuters)

Publicidade