Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

FMI precisa de menos dinheiro do que previa em janeiro, diz Lagarde

Por Jim Watson - 12 abr 2012, 12h56

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, afirmou nesta quinta-feira que a proposta atual de aumentar os recursos da instituição é inferior à estimativa feita em janeiro, de cerca de 500 bilhões de dólares.

“As necessidades atualmente não são tão grandes quanto estimamos no início do ano”, disse Lagarde durante um discurso em Washington.

Segundo Lagarde, a melhora é decorrente das medidas tomadas pelos governos europeus e à decisão dos ministros de Finanças da zona do euro de aumentar o mecanismo comum na luta contra a crise, realizada no dia 30 de março.

A prolongada crise da dívida europeia levou o FMI a avaliar em 500 bilhões de dólares suas necessidades de aumento de capital, mas até o momento o país somente recebeu um compromisso da zona do euro de 150 bilhões de euros (198 bi de dólares) em dezembro.

Publicidade

Os Estados Unidos continuam dizendo que não contribuirão e os países emergentes ainda não definiram sua posição.

Publicidade