Clique e assine com até 92% de desconto

Finanças de Minas, Rio e Rio Grande do Sul são as mais críticas

Três estados são os que têm as piores avaliações de saúde financeira feitas pelo Tesouro Nacional

Por Cláudio Goldberg Rabin Atualizado em 22 nov 2016, 18h04 - Publicado em 22 nov 2016, 17h38

Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul são os estados com saúde financeira mais preocupante, segundo o Tesouro Nacional. Todo ano, o Tesouro elabora um ranking de capacidade de pagamento dos estados brasileiros, em um sistema similar ao das agências de classificação de risco.

Segundo a versão do ranking divulgada no mês passado, dez estados pioraram entre 2015 e 2016. Minas, Rio e Rio Grande do Sul têm as piores notas do país e receberam a classificação “D”, a segunda mais baixa na escala do Tesouro – os conceitos vão de “A+”, para contas bem equilibradas, a “D-“, que indica desequilíbrio grave.

  • Os três estados apresentaram também uma relação entre despesa com pessoal e receita corrente líquida acima da permitida pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que é de 60%. Minas está no topo das unidades federativas, com 78%. Nesta terça-feira, o Rio Grande do Sul decretou estado de calamidade financeira.

    Confira no gráfico abaixo a situação de crédito de todos os estados brasileiros:

    Continua após a publicidade
    Publicidade