Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Fiat vai contratar 2,6 mil funcionários terceirizados

Por Da Redação - 10 mar 2012, 09h54

Por Marcelo Portela

Belo Horizonte – Após 14 anos como terceirizados, 2,6 mil trabalhadores que atuam em atividades de logística dentro da fábrica da Fiat em Betim (MG) vão ser contratados pela empresa em 1º de junho. O acordo foi assinado ontem por representantes da montadora e do Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e faz parte de uma nova estratégia da Fiat, segundo o diretor de Relações Industriais, Adauto Duarte. Segundo ele, a absorção dos trabalhadores é a etapa final do “rearranjo produtivo” que a Fiat adotou para realizar investimentos de R$ 7 bilhões em sua operação mineira.

O objetivo é aumentar em 26% a produção atual. “Este é mais um passo para chegarmos à produção de 950 mil veículos ao ano em 2014”, diz. Os trabalhadores que serão contratados atuam no manuseio, transporte e armazenamento de peças. Hoje, são empregados da Ceva Logistics e da Syncreon, que continuarão atuando na montadora. Os operários terão os contratos rescindidos, receberão os direitos e serão contratados pela Fiat. A montadora passará a ter 18,7 mil funcionários diretos.

Publicidade