Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Fed de Dallas vê chance menor de afrouxamento

Por Da Redação 15 nov 2011, 10h31

Por Washington

– A economia dos Estados Unidos está “preparada para crescer” no próximo ano, disse o presidente do Federal Reserve de Dallas, Richard Fisher, em entrevista à Bloomberg News, nesta terça-feira, acrescendo que vê menor probabilidade de que o banco central local precise afrouxar ainda mais a política.

Fisher disse que vê o PIB tendo expansão entre 2,5% e 3,0% no quarto trimestre do ano e gradualmente tendo fortalecimento à frente.

A visão de Fisher contrasta com a visão do presidente Ben Bernanke, que, no início do mês, disse que o ritmo da recuperação é lento e dos pesquisadores do Fed de São Francisco que, ontem, projetaram chance maior que 50% de recessão no próximo ano.

Fisher foi voto dissidente duas vezes neste ano, opondo-se aos movimentos do Fed para reduzir os juros.

“Estamos preparados para crescer”, disse na entrevista, citando dados de vendas no varejo e sentimento do consumidor. “Estou mais confortável agora em termos de não – e isso sou eu dizendo pessoalmente – antecipar maior acomodação”, afirmou.

Para Fisher, o risco de outra recessão é ‘desprezível’. Ele disse que não está preocupado sobre inflação imediatamente. “Estou preocupado sobre a eficácia da nossa política em relação à criação de empregos”.

Sobre Europa, Fisher disse que a crise da dívida é um fator “negativo”, em relação ao “momento positivo” da economia dos EUA. Mas ele afirmou que os europeus vão fazer “tudo que puderem” para preservar o euro e declarou não ter dúvida quanto ao comprometimento da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, para com a Europa.

Fisher diz que não vê o Fed entrando em outros instrumentos, por meio de compras, além do que já tem sido feito. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade