Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fator Irã faz preço do petróleo subir na Nymex

Por Álvaro Campos

Londres – Os contratos futuros de petróleo negociados no pregão eletrônico da New York Mercantile Exchange (Nymex) operam em alta nesta segunda-feira, acompanhando as altas da bolsas da Europa e também do euro, após pesquisas de opinião na Grécia mostrarem uma vantagem dos partidos que defendem a permanência do país na zona do euro.

Por volta das 9h55 (horário de Brasília), o contrato do petróleo WTI para julho subia 1,08%, a US$ 91,84 o barril no pregão eletrônico. O mercado tradicional está fechado nesta segunda-feira em função do feriado do Memorial Day nos Estados Unidos. Na plataforma ICE, o barril do Brent ganhava 0,92%, a US$ 107,81. A negociação do Brent será encerrada mais cedo, às 14h, porque também há feriados na Europa.

“O Irã e a possível saída da Grécia da zona do euro fizeram os preços do petróleo cairem na primeira metade da semana passada, mas desdobramentos nesses dois assuntos os transformaram em fatores de suporte para os preços agora”, afirma Tamas Varga, da PVM.

Nesta segunda-feira, o euro sobe ante o dólar, após pesquisas na Grécia mostrarem que o conservador Nova Democracia lidera as intenções de voto antes das eleições de 17 de junho, na frente do partido Coalizão de Esquerda Radical (Syriza), que é contra o segundo pacote de resgate. A queda do dólar é benéfica para o petróleo, que é denominado na moeda norte-americana e assim se torna mais barato para compradores que usam outras divisas.

Enquanto isso, inspetores da Organização das Nações Unidas (ONU) descobriram em uma unidade nuclear no Irã vestígios de urânio enriquecido a níveis maiores do que o estimado anteriormente, desencadeando novos temores de que o governo iraniano estaria mais perto de obter a tecnologia para construir armas atômicas, mesmo com o avanço das negociações entre o país e potências ocidentais.

Os desdobramentos na Grécia e no Irã devem manter os preços oscilando, com um nível inicial de resistência para o Brent a US$ 110,00 o barril, segundo Christopher Bellew, corretor da Jefferies Bache. As informações são da Dow Jones.