Apagão: queda de energia também atingiu SP e Minas | VEJA
Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Apagão: queda de energia também atingiu SP e Minas

Nas cidades do Sudeste, porém, a falta de luz não durou mais que 15 minutos

Por Da redação Atualizado em 22 mar 2018, 01h24 - Publicado em 21 mar 2018, 18h10

Não foram apenas cidades do Norte e Nordeste que foram afetadas pelo apagão desta quarta-feira. Também há relatos de falta de luz na capital de São Paulo e em 31 municípios de Minas Gerais. A diferença é que a luz já foi restabelecida nestes locais.

Segundo a Eletropaulo, a rede foi parcialmente afetada entre 15h48 e 15h55. “Na área de concessão da companhia, as principais regiões impactadas foram Norte, Leste e parte do ABC”, informa a distribuidora de energia.

  • Já a Cemig, que atende Minas Gerais, informa que 31 cidades foram prejudicadas pelo apagão, que durou cerca de 15 minutos. “O desligamento ocorreu às 15h48 desta quarta-feira e o restabelecimento se iniciou a partir da determinação do ONS, às 15h52 e, dez minutos depois, praticamente todos os clientes já estavam com a energia restabelecida”, diz a empresa.

    No Norte e Nordeste, ficaram sem luz cidades do Amazonas, Alagoas, Pernambuco, Ceará, Sergipe, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí, Amapá, Pará, Maranhão, Bahia e Tocantins.

    O Operador Nacional do Sistema (ONS) informou que as causas do apagão ainda estão sendo investigadas e que o esforço agora é para restabelecer o sistema.

    O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, disse que as linhas que sofreram problemas fazem parte do complexo de Belo Monte. A Cemar, distribuidora de energia do Maranhão, também atribuiu a queda de energia a falhas na usina de Belo Monte, no Pará.

    “Recebemos agora no começo da tarde comunicado do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) que caiu uma linha de Belo Monte e uma parte do Norte e do Nordeste ficou fora, mas a informação que tive chegando aqui ao Congresso foi de que já estavam começando a ser restabelecidas algumas áreas. Não tenho informação mais precisa, mas foi uma interrupção em uma das linhas de Belo Monte”, afirmou.

    Continua após a publicidade
    Publicidade