Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Exportações da BRF somam US$ 3,571 bi até setembro

Por Suzana Inhesta

São Paulo – As receitas com exportações da BRF – Brasil Foods, somando os resultados das vendas externas de BRF (antiga Perdigão) e Sadia, atingiram US$ 3,571 bilhões no ano até setembro, alta de 9,9% ante os US$ 3,249 bilhões obtidos nos nove primeiros meses de 2010, segundo dados divulgados hoje pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Com o resultado, a companhia se mantém na quarta posição no ranking das 40 principais exportadoras brasileiras, ficando atrás de Vale, Petrobras e Bunge Alimentos, e segue líder entre as empresas do segmento de proteínas do País.

Embora a união de BRF e Sadia tenha sido aprovada, com restrição, em 13 de julho, pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Secex ainda divulga os resultados das companhias separadamente. Até setembro, a BRF (antiga Perdigão) exportou US$ 1,788 bilhão, alta de 12,92%, ocupando a 11ª posição na lista, enquanto a Sadia, no mesmo período, teve receita de US$ 1,783 bilhão, aumento de 7,05%.

A JBS teve receita cambial de US$ 1,945 bilhão entre janeiro e setembro, alta de 59,41% na comparação com o US$ 1,220 bilhão obtido no mesmo período do ano passado. Na lista das 40 maiores exportadoras do País, a empresa aparece em 9º lugar.

Já a Seara Alimentos, adquirida pela Marfrig no início de 2010, aparece na 23ª colocação no ranking, com US$ 1,195 bilhão. O resultado é 56,64% maior do que os US$ 763,353 milhões do acumulado de 2010 até setembro. Em agosto, o Cade aprovou a compra da Seara pela Marfrig, mas a Secex, assim como no caso de BRF, divulga os dados das duas companhias separadamente. Em setembro, os números da Marfrig não apareceram na lista das 40 maiores exportadoras do País.

Na análise dos números de setembro ante o mesmo mês do ano passado, a receita cambial da BRF, incluindo a da Sadia, somou US$ 336,286 milhões, queda de 10,9% com relação aos US$ 377,393 milhões de setembro de 2010. Somente a Sadia exportou US$ 168,784 milhões, recuo de 10,55% na mesma base de comparação. A BRF teve receita cambial de US$ 167,502 milhões, diminuição de 11,24%. As receitas com exportação da JBS totalizaram US$ 215,376 milhões em setembro, alta de 16,97%, e as da Seara, US$ 139,081 milhões, aumento de 51,99%.