Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Exportações alemãs têm maior queda em 6 meses; superávit cai

Por Da Redação 9 dez 2011, 07h04

Por Alexandra Hudson

BERLIM, 9 Dez (Reuters) – As exportações alemãs sofreram em outubro a maior queda em seis meses, derrubando fortemente o superávit comercial, num sinal de que a maior economia da Europa enfraqueceu no início do quarto trimestre de 2011, com a crise de dívida golpeando importantes mercados de exportação da zona do euro.

As exportações caíram em 3,6 por cento ante o mês anterior, maior baixa desde abril e acima da queda de 1 por cento prevista por analistas consultados pela Reuters. As importações também tiveram o maior tombo em seis meses, de 1,0 por cento, ante expectativa de alta de 0,5 por cento.

Dados do Escritório Nacional de Estatísticas divulgados nesta sexta-feira mostraram que o superávit comercial ajustado sazonalmente caiu para 12,6 bilhões de euros, ante dado revisado de 15,1 bilhões de euros no mês anterior. Pesquisa Reuters indicava saldo positivo de 14,3 bilhões de euros.

“Estamos vendo o início de um forte golpe às exportações alemãs. (Os números mostram que) as exportações caíram mais que as importações. A demanda doméstica está mais forte que a de fora. É a crise do euro”, afirmou Holger Schmieding, do Berenberg Bank.

“Se nossos vizinhos não estão bem, a Alemanha não pode continuar uma ilha de tranquilidade”, afirmou o economista.

Dados sem ajuste sazonal mostraram que as exportações a países da zona do euro caíram 0,4 por cento em outubro na comparação com o ano passado, desempenho bem mais fraco que o das vendas voltadas para países que não integram o bloco monetário.

Continua após a publicidade

Publicidade