Clique e assine a partir de 8,90/mês

Exportação de carne bovina brasileira registra recorde em 2019

Segundo associação, a forte demanda da China, assolada pela peste suína, foi determinante para alavancar as vendas brasileiras

Por Reuters - 6 jan 2020, 18h50

As exportações de carne bovina do Brasil registraram recorde de volume e faturamento em 2019. O Brasil terminou o ano passado com 1,847 milhão de toneladas de carne bovina exportadas, um avanço de 12,4% em relação aos 12 meses anteriores, e receita de 7,59 bilhões de dólares, alta de 15,5% se comparada à de 2018. Os dados são da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes, a Abiec.

Segundo a instituição, a forte demanda da China foi determinante para alavancar as vendas brasileiras de proteínas durante o ano. “Os números demonstram o quanto a carne brasileira é bem aceita e tem boa competitividade no exterior”, disse em nota o presidente da Abiec, Antonio Jorge Camardelli. Em 2019, a China se consolidou como maior compradora da carne bovina brasileira, com uma fatia de 26,7% no volume embarcado. As exportações para o país asiático saltaram 53,2% em volume e 80% em receita na comparação com 2018, para 494.078 toneladas e 2,67 bilhões de dólares.

Os dados fornecidos pela Abiec quanto à China não contabilizam as vendas para Hong Kong, segundo principal mercado da proteína brasileira, que somaram 342.874 mil toneladas em 2019 — retração de 13,1% ante 2018. A China enfrentou graves surtos de peste suína africana em 2019, que fizeram com que a criação de porcos no país recuasse em cerca de 40% — e levaram o país a acelerar suas importações de proteínas. Assim, além do recorde para a carne bovina, as exportações de carne suína do Brasil também atingiram máxima histórica em 2019, conforme dados divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) nesta segunda-feira.

Publicidade