Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Ex-presidente taiuanês pede subordinar economia financeira à real

Por Da Redação - 27 maio 2012, 23h04

Taipé, 28 mai (EFE).- O ex-presidente taiuanês Lee Teng-hui, que impulsionou a democratização e desenvolvimento industrial de Taiwan, fez um apelo para ‘subordinar a economia bancária à economia real’ para combater a crise.

Lee, de 89 anos, expressou suas opiniões em discurso lido por sua filha Annie Lee em um seminário sobre a economia do território, organizado pelo grupo Defensores de Taiwan, realizado no domingo em Taipé.

O ex-presidente, que comandou o governo político de Taiwan de 1988 até 2000, disse que a economia taiuanesa deveria ser construída ‘como o Arca de Noé e não como o Titanic, que deu mais importância à velocidade e ao tamanho que aos elementos básicos’.

Além disso, pediu a subordinação da economia financeira, a limitação da dependência econômica da China e o impulso à agricultura, como vias para enfrentar as consequências da crise global.

Publicidade

Segundo Lee, o Governo taiuanês não deve insistir na liberalização econômica e nas exportações, enquanto ignora a importância da segurança econômica e da independência agrícola e energética.

Lee, de 89 anos, é o mentor da União Solidariedade de Taiwan, que defende uma via separada da China para a ilha. EFE

Publicidade