Ex-executivo da CSN será diretor de pesquisa do Credit Suisse

Por Da Redação - 25 out 2011, 16h30

Por Guillermo Parra-Bernal

SÃO PAULO (Reuters) – O Credit Suisse contratou o executivo do setor de mineração Ivano Westin para supervisionar a cobertura de mineradoras da América Latina, além de dois analistas do rival Goldman Sachs, ao aguçar seu foco em pesquisa no mercado acionário brasileiro.

Westin se juntará ao banco suíço como diretor de pesquisa em metais e mineração na América Latina, com sede em São Paulo, de acordo com um comunicado obtido pela Reuters nesta terça-feira.

Antes disso, ele foi diretor de marketing e vendas de minério de ferro da CSN, siderúrgica mais lucrativa do Brasil, em Hong Kong.

Publicidade

Westin substitui Ivan Fadel, que irá para outro cargo no banco. Fadel ainda ficará no seu posto nos próximos meses para “garantir uma transição suave”, segundo o comunicado. Westin deve começar no cargo em 1o de dezembro.

Westin, que também teve passagens pela BHP Billiton, maior empresa de mineração do mundo, e pela Caemi, assumirá a cobertura de um dos setores mais observados da América Latina conforme o risco de uma desaceleração na China está desencadeando um golpe nas ações do setor de mineração e ferro.

Em separado, o Credit Suisse também anunciou que contratou os analistas de varejo Gustavo Wigman e Claudio Lensing, da unidade do Goldman Sachs em São Paulo, para cobrir o setor de consumo e ações do varejo. Ambos os analistas devem começar nos postos no início de dezembro, segundo o comunicado.

Publicidade