Clique e assine a partir de 9,90/mês

Eurogrupo disponibilizará 30 bilhões de euros para Espanha como contingência

Por Da Redação - 9 jul 2012, 21h51

Bruxelas, 10 jul (EFE).- Os ministros de Finanças da eurozona chegaram nesta segunda-feira a um acordo político sobre as condições do empréstimo que darão à Espanha para recapitalizar os bancos do país e decidiram disponibilizar 30 bilhões de euros até o final do mês como ‘contingência’, disse o presidente do Eurogrupo.

‘Chegamos a um acordo político sobre o memorando de entendimento, sobre as condições para o setor financeiro’ espanhol, disse Jean-Claude Juncker, que revelou que o vencimento do empréstimo será de até 15 anos, com uma média de 12,5 anos.

O acordo permitirá disponibilizar para a Espanha um ‘primeiro desembolso de 30 bilhões de euros até o final do mês, que será mobilizado como contingência, para o caso de necessidades urgentes no setor financeiro’, disse o primeiro-ministro de Luxemburgo.

O Eurogrupo prevê dar sua autorização definitiva para o empréstimo europeu no dia 20 de julho, segundo disse afirmou o vice-presidente econômico da Comissão Europeia, Olli Rehn.

Continua após a publicidade

‘Trata-se de uma decisão importante que foi possível graças ao trabalho muito intenso da equipe da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu, da Autoridade Bancária Europeia, do Fundo Monetário Internacional e do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF) e da boa cooperação das autoridades espanholas’, disse Rehn.

‘Vamos seguir trabalhando com a mesma intensidade, de modo que o memorando de entendimento possa ser finalizado e aprovado definitivamente em 20 de julho’, afirmou.

O comissário também explicou que haverá condições tanto para os bancos individualmente como para o setor em seu conjunto, e que em paralelo a ‘Espanha terá que cumprir plenamente’ com as exigências sob o procedimento por déficit excessivo. EFE

Publicidade