Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Euro volta a cair com renovados temores sobre a Europa

Por Renato Martins

Nova York – O euro caiu para o nível mais baixo frente ao dólar desde junho de 2010, em reação a informes de que mais regiões administrativas da Espanha deverão pedir ajuda financeira ao governo central e à reportagem da revista alemã Der Spiegel, publicada no fim de semana, segundo a qual o Fundo Monetário Internacional não estaria disposto a dar mais assistência financeira à Grécia. O euro recuperou algum terreno ao longo do dia, mas o movimento de queda foi retomado no fim da tarde, depois de a Moody’s rebaixar para “negativa” a perspectiva dos ratings soberanos de Alemanha, Holanda e Luxemburgo.

“Os investidores estão preocupados com a possibilidade de a zona do euro se fragmentar. A incerteza que cerca a saúde da Europa no futuro está criando uma tensão enorme e levando a vendas da moeda única”, comentou Andrew Wilkinson, economista-chefe e estrategista da Miller, Tabak & Co.

Para Eric Viloria, estrategista da Forex.com, “o caminho de menor resistência para o euro é para baixo”. Ele disse acreditar que o euro testará o nível psicologicamente importante de US$ 1,20 em algum momento nesta semana, embora seja provável alguma atividade de realização de lucros à medida que a cotação se aproxime desse patamar.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,2117, de US$ 1,2155 na sexta-feira, depois de ter caído à mínima de US$ 1,2067. O iene estava cotado a 78,40 por dólar, de 78,48 por dólar na sexta-feira; o franco suíço estava cotado a 0,9911 por dólar, de 0,9881 por dólar na sexta-feira; a libra estava cotada a US$ 1,5508, de US$ 1,5624 na sexta-feira. As informações são da Dow Jones.