Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Euro se desvaloriza diante do dólar

Por Gustavo Nicoletta

Nova York – O euro caiu em relação a outras moedas fortes e recuou para menos de US$ 1,32 pela primeira vez desde 4 de outubro, pressionado por comentários negativos de duas das três principais agências de classificação de risco do mundo a respeito do pacto fiscal firmado entre boa parte dos países da União Europeia, na última sexta-feira.

Pela manhã, a agência de classificação de risco Moody’s afirmou que pretende reavaliar as notas de crédito dos países europeus no início do ano que vem porque a União Europeia apresentou “poucas novas medidas” para conter a crise das dívidas soberanas. Além disso, a Fitch Ratings previu um desaquecimento “acelerado” na Europa no curto prazo e disse que a reunião de sexta-feira “fez pouco para diminuir a pressão” resultante da crise.

Segundo Steven Englander, diretor de estratégia para o G-10 no Citigroup, embora tenham sido propostos arranjos fiscais durante a reunião de cúpula da União Europeia, as medidas são “de longo prazo, difíceis de verificar e de serem aplicadas. Por isso, as promessas, ainda que louváveis, estão longe de garantir resultados. Eles não se comprometeram com um eurobônus ou com qualquer outra medida que aliviaria a pressão sobre o mercado de títulos”.

No final da tarde em Nova York, o euro caía para US$ 1,3188, de US$ 1,3385 na sexta-feira, e recuava para 102,73 ienes, de 103,90 ienes. O dólar subia para 77,91 ienes, de 77,63 ienes na sexta-feira, e avançava para 0,9371 franco suíço, de 0,9223 franco suíço. A libra tinha queda para US$ 1,5585, de US$ 1,5662. As informações são da Dow Jones.