Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Euro recua ante o dólar devido a declarações de Merkel

Por Renato Martins

Nova York – O euro recuou frente ao dólar e ao iene, depois de a chanceler alemã, Angela Merkel, manifestar na quarta-feira dúvidas sobre o futuro do “projeto europeu”. O destaque no mercado de moedas, porém, foi o dólar australiano, que subiu para o nível mais alto em 11 semanas frente ao dólar e para o nível mais alto de todos os tempos diante do euro.

Nos últimos quatro dias, o dólar australiano subiu mais de 2% frente ao dólar norte-americano. A moeda atingiu a máxima de US$ 1,0376 e estava cotado no fim da tarde em Nova York a US$ 1,0363, de US$ 1,0315 na terça-feira. “O dólar australiano passou a representar a moeda do otimismo. Quando o sentimento em relação à economia melhora, todo mundo busca ficar comprado em dólar australiano”, comentou o estrategista Greg Anderson, do Citigroup. O euro chegou a cair para 1,1834 dólar australiano e estava cotado no fim da tarde a 1,1853 dólar australiano, de 1,1920 dólar australiano na véspera.

Um dos fatores para a alta do dólar australiano foi a divulgação da ata da última reunião do banco central da Austrália (RBA), que diz que os participantes “não viram necessidade” de mais reduções na taxa básica de juros do país. Entre outros fatores, o dólar australiano é atraente para investidores, porque o país é um dos poucos emissores soberanos que ainda detêm o rating AAA. A taxa básica de juros do RBA está em 3,5%, enquanto as das principais economias, entre elas os Estados Unidos, a zona do euro e o Japão, estão abaixo de 1%.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,2284, de US$ 1,2294 na véspera. O iene estava cotado a 78,80 por dólar, de 79,06 por dólar na terça-feira; a libra estava cotada a US$ 1,5654, de US$ 1,5655 um dia antes. As informações são da Dow Jones.