Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Euro cai em meio a temores de rebaixamento de ratings

Em Nova York, a moeda comum europeia era negociada a 1,2998 dólar, contra 1,3044 dólar na sexta-feira

Os temores de rebaixamento do rating soberano na zona do euro enfraqueceram nesta segunda-feira a moeda comum, em um dia no qual a disparada dos custos de empréstimos para a Europa contrabalançou os esforços da União Europeia (UE) para estabilizar a crise na região. Analistas temem que a falta de uma solução para a crise na região torne a possibilidade de as agências de classificação de risco de crédito a cortarem o rating de alguma potência europeia uma questão de tempo.

Assim, no fim da tarde em Nova York, o euro era negociado a 1,2998 dólar, contra 1,3044 dólar na sexta-feira. O iene estava cotado a 78,03 por dólar, de 77,78 ienes por dólar no fim da semana passada, e a 101,46 por euro, de 101,50 ienes por euro na sexta-feira.

Crise não dá trégua – Na noite de sexta-feira, a Moody’s rebaixou o rating de crédito da Bélgica. O corte na nota soberana do país ocorreu em um momento no qual a Standard & Poor’s já mantinha sob revisão negativa as classificações de quase todos os 17 integrantes da zona do euro.

Nesta segunda-feira, comentários cautelosos do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, sobre o estado da economia da Europa afetaram os mercados em meio a projeções de recessão já no início do próximo ano.

Apesar de os ministros das Finanças da UE terem chegado a um acordo por meio do qual os países da zona do euro e mais alguns integrantes do bloco aportariam 150 bilhões de euros no Fundo Monetário Internacional (FMI), a moeda comum caiu em meio a temores de que o montante não seria suficiente para resgatar países altamente endividados da região, especialmente se a possibilidade de rebaixamento de ratings se concretizar.

(com Agência Estado)