Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

EUA: venda de novas moradias despenca 14,5% em março

Indicador cai para menor nível em 8 meses, pressionado por inverno rigoroso, juros hipotecários altos e oferta reduzida, em sinal de revés para setor nos EUA

Por Da Redação 23 abr 2014, 12h31

As vendas de novas moradias para uma única família nos Estados Unidos despencaram em março 14,5% na comparação com abril, para uma taxa anual de 384.000 unidades, segundo dados ajustados sazonalmente, informou o Departamento do Comércio nesta quarta-feira. Trata-se do menor nível em oito meses, em um sinal de revés para recuperação do setor imobiliário americano. Estimativas de economistas consultados pela agência Reuters apontavam para a venda de 450.000 unidades.

Leia também:

Pedidos de auxílio-desemprego caem nos Estados Unidos

PIB dos Estados Unidos cresce 2,6% no quarto trimestre

Na comparação com o mesmo período do ano passado, as vendas de novas moradias recuaram 13,3%, a maior queda desde abril de 2011. As vendas de fevereiro, por sua vez, foram revisadas para 449.000 unidades, ante as 440.000 unidades divulgadas anteriormente.

O cenário mais fraco do mercado imobiliário americano deve-se ao inverno rigoroso, às altas taxas de juros hipotecárias e à escassez de propriedades, o que limita as opções para potenciais compradores.

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade