Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA vão se opor a créditos multilaterais à Argentina

Por Renan Carreira

Washington – Os Estados Unidos vão se opor a qualquer novo empréstimo para a Argentina do Banco Mundial (Bird) ou do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A decisão ocorre devido a “muito sérias” preocupações sobre a incapacidade do país latino-americano de observar as regras de arbitragem internacional e sua relutância em se comprometer com os credores, disse nesta semana o Departamento de Tesouro.

Marisa Lago, secretária adjunta do Tesouro para mercados internacionais e desenvolvimento, disse ontem a um comitê da Câmara dos Representantes, durante uma audiência, que os Estados Unidos votaram, mais cedo neste mês, contra um empréstimo de US$ 230 milhões do BID para a Argentina destinado ao Programa de Serviços Agrícolas Provinciais.

“Nós votamos não (ao empréstimo) para mandar uma mensagem sobre as nossas preocupações. Nós vamos continuar a votar não para empréstimos à Argentina” nos bancos de desenvolvimento multilaterais, disse Lago.

Os empréstimos do BID são decididos por base de maioria simples, precisando de 50% dos votos mais um para serem aprovados, de acordo com o site do BID. Os Estados Unidos tem 30% de participação no banco, portanto a oposição unilateral do país a tal empréstimo não bloquearia futuros empréstimos. As informações são da Dow Jones.