Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

EUA têm menor déficit orçamentário desde 2008

O déficit para o ano fiscal que terminou em 30 de setembro totalizou 620,28 bilhões de dólares

Por Da Redação - 30 out 2013, 19h42

O déficit orçamentário dos Estados Unidos no ano fiscal de 2013 caiu para abaixo de 1 trilhão de dólares pela primeira vez em cinco anos após a recuperação da economia e os impostos mais altos impulsionarem a receita para um nível recorde.

O déficit para o ano fiscal que terminou em 30 de setembro totalizou 620,28 bilhões de dólares, informou nesta quarta-feira o Departamento do Tesouro americano, de 1,089 trilhão de dólares no ano anterior. Apesar da queda, o déficit orçamentário continua alto para padrões históricos.

O déficit caiu para 4,1% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, de 6,8% em 2012. O pico de 10,1% do PIB foi atingido em 2009, mas entre 2002 e 2008 o déficit variou entre 1,2% e 3,5% do PIB.

Leia também:

Publicidade

Fed decide continuar programa de estímulos à economia americana

Setor privado dos EUA cria 130 mil empregos em outubro

Em todo o ano fiscal de 2013, o Tesouro obteve 2,774 trilhões de dólares de receita, alta de 13% em relação ao ano anterior e um nível recorde. O Tesouro atribuiu o avanço à economia mais forte e aos salários e impostos mais altos. A receita totalizou 16,7% do PIB, enquanto os gastos ficaram em 20,8%. Os gastos de 3,454 trilhões de dólares foram um pouco menores do que no ano anterior. “O déficit do país vem caindo nos últimos quatro anos no maior ritmo em um período sustentável desde a Segunda Guerra Mundial”, disse o secretário do Tesouro, Jacob Lew, em comunicado.

Em setembro, último mês do ano fiscal, o governo teve superávit orçamentário de 75,07 bilhões de dólares. A receita totalizou 301,44 bilhões de dólares e os gastos ficaram em 226,37 bilhões de dólares.

Publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade