Clique e assine a partir de 8,90/mês

EUA: Fed prolonga recompra de bônus para baixar taxas de juros

Por Por Marc Jourdier - 20 jun 2012, 16h32

O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) anunciou nesta quarta-feira que prolongará seu programa de conversão de bônus do Tesouro americano, conhecida como operação Twist, prevista para terminar em 30 de junho, para até 31 de dezembro, com o objetivo de reduzir ainda mais as taxas de juros de longo prazo.

A Operação Twist consiste em vender títulos públicos de curto prazo ao mercado e usar o montante captado para recomprar papéis de longo prazo.

O banco central americano prevê vender 267 bilhões de dólares em títulos do Tesouro com vencimento em menos de três anos para fazê-lo através de obrigações com vencimento entre 6 e 30 anos.

Esta mudança se soma aos 400 bilhões de dólares que o Fed já investiu desde o início da “Operação Twist”, em outubro do ano passado.

Além disso, o presidente do Fed, Ben Bernanke, disse que a entidade poderia aumentar a oferta monetária, tal e como o fez 2008 entre 2011, com objetivo de impulsionar a recuperação econômica no país.

“Compras adicionais de ativos estão entre as opções que certamente vamos a considerar no caso de que seja necessário adotar medidas adicionais para fortalecer a economia”, disse Bernanke em uma conferência de imprensa posterior a reunião.

Continua após a publicidade

O presidente do Fed também se referiu à crise na Europa e disse que esta estaria atuando como um freio para o crescimento nos Estados Unidos.

O banco central americano anunciou ainda que prevê manter o montante de liquidez (2,3 trilhões de dólares desde o final de 2008) que injeta no circuito financiero, reinvestindo as obrigações de Estado e os títulos ligados a hipotecas que detém.

O Fed anunciou também nesta quarta-feira que considera agora que a recuperação da economia americana será “muito” lenta, após alguns trimestres de crescimento moderado.

O Comitê de Política Monetária do Fed (Fomc), que reafirmou paralelamente sua política de flexibilização monetária, disse que está “disposto a tomar medidas adicionais se for necessário, para promover uma reativação econômica mais forte”.

A Bolsa de Nova York acentuou sua queda após os anúncios.

Às 16H35 GMT (13H35 de Brasília), o Dow Jones Industrial Average cedia 0,54% (-68,87 pontos), a 12.768,46 pontos, contra -0,18% minutos antes de finalizar a reunião do banco central, enquanto que o Nasdaq perdia 0,51% (14,87 pontos), a 2.914,89 pontos, contra -0,26% antes.

O euro também acelerou seu recuo após anúncios do Fed.

Continua após a publicidade
Publicidade