Clique e assine com até 92% de desconto

EUA diz a bancos que decisão da S&P não muda nada

Por Karen Bleier 6 ago 2011, 10h15

Os reguladores financeiros americanos publicaram nesta sexta-feira uma circular dirigida aos bancos na qual garantem que nada mudará com a redução da nota da dívida dos Estados Unidos, que passou de AAA para AA+ na avaliação da agência Standard and Poor’s.

“Do ponto de vista dos riscos dos fundos próprios, no cálculo dos títulos da dívida do Tesouro e de outros títulos garantidos pelo Estado Federal americano, e para as administrações públicas e organismos relacionados nada mudará”, destaca a circular.

O status destes títulos “será o mesmo” nos pagamentos destes reguladores, entre eles o Federal Reserve, o Banco Central americano.

A agência de avaliação de risco financeiro reduziu a nota da dívida dos EUA porque “o plano de consolidação fiscal que o Congresso e o governo acertaram recentemente não abrange (…) o que deveria ser feito para estabilizar a dinâmica da dívida do governo a médio prazo”.

Em seu comunicado, a S&P sugere que qualquer plano efetivo de redução do déficit exigirá cortes de ao menos 4 trilhões em 10 anos. O plano acertado entre o governo de Barack Obama e o Congresso prevê cortes de 2,4 trilhões.

Continua após a publicidade
Publicidade