Clique e assine a partir de 9,90/mês

EUA aprovam plano de indenização por perdas no IPO do Facebook

Compensação se refere a falhas técnicas que aconteceram com o sistema da Nasdaq no primeiro dia de negociação das ações da rede social

Por Da Redação - 25 Mar 2013, 15h57

Os reguladores do mercado de capitais dos Estados Unidos (EUA) aprovaram, nesta segunda-feira, um plano para indenizar investidores que perderam dinheiro na oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) do Facebook na bolsa Nasdaq.

A Nasdaq, uma unidade do grupo Nasdaq OMX, propôs uma compensação de 62 milhões de dólares às corretoras que perderam dinheiro. A decisão da comissão de valores mobiliários americana (SEC, na sigla em inglês) é uma resposta às falhas técnicas que atingiram o mercado no ano passado, inclusive no tão esperado dia do IPO da rede social.

O IPO de 18 de maio, que levantou 16 bilhões de dólares, foi inicialmente atrasado em 30 minutos devido a um problema técnico na Nasdaq. A bolsa decidiu, então, negociar a ação utilizando um sistema secundário, o que ocasionou atrasos nos pedidos de compra e venda e na confirmação das operações para muitos clientes. Isso custou a alguns investidores e corretores grandes perdas já que o preço das ações caíram após um ganho inicial. As perdas do banco suíço UBS no IPO do Facebook chegaram a 350 milhões de dólares, segundo notícia da rede americana CNBC.

Leia mais:

Continua após a publicidade

Lucro do Facebook recua 79% no quarto trimestre

Eles não curtem mais o Facebook

Facebook: novo Feed de notícias é inspirado no celular

(com agência Reuters)

Publicidade