Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Estudos para o ferroanel de SP ficarão prontos em junho

Por Da Redação 3 fev 2012, 14h23

Por Wladimir D’Andrade

São Paulo – O ministro dos Transportes, Paulo Passos, previu para junho a conclusão dos estudos que definirão o traçado e o modelo de concessão do ferroanel da região metropolitana de São Paulo. Após os levantamentos, será iniciado o processo de licitação da obra. O anúncio foi feito após reunião, em São Paulo, com o secretário estadual de Logística e Transportes, Saulo de Castro Abreu Filho, o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, e o diretor-geral da Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo.

“A partir desses estudos serão dados os próximos passos”, afirmou Passos. “Foi contratado estudo complexo que levanta e consolida todas as informações sobre o ferroanel.” A expectativa é de que o ferroanel entre em operação em 2015 e o orçamento da obra fique em R$ 1,6 bilhão. O ferroanel, de acordo com as autoridades, é importante para desafogar as linhas utilizadas pela CPTM na região metropolitana. Hoje, o transporte de cargas precisa utilizar os horários ociosos dos trens de passageiros.

“O projeto tem o objetivo de disponibilizar as linhas da região metropolitana para servir a população que utiliza os trens e que cresce em volume muito elevado”, disse Passos. Para o ministro, o ferroanel também vai acelerar o transporte de cargas até o Porto de Santos, inclusive com aumento de volume de bens transportados. “Hoje, passa pela região metropolitana de quatro a cinco milhões de toneladas de cargas, quando o potencial é de 20 milhões de toneladas”, disse o ministro. “Significa nos preparar para que a logística de transporte seja feita com mais eficiência.”

Continua após a publicidade
Publicidade