Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Estatal do pré-sal tem prejuízo de R$ 534 mil até 31 de dezembro

Pré-Sal Petróleo foi criada em novembro de 2013 apenas para fazer a gestão dos contratos de partilha de produção e comercialização do óleo

Por Da Redação 21 Maio 2014, 12h03

A estatal Pré-Sal Petróleo (PPSA) teve prejuízo de 534.000 reais no período entre 12 de novembro e 31 de dezembro, conforme publicado no Diário Oficial da União nesta quarta-feira.

A PPSA, que iniciou atividades em 12 de novembro, responde pela gestão dos contratos de partilha de produção e dos contratos para a comercialização de petróleo, de gás natural e de outros hidrocarbonetos fluidos da União. O primeiro leilão da área, de Libra, aconteceu em outubro do ano passado. Mas vale ressaltar que a empresa não é responsável pela execução, direta ou indireta, das atividades de exploração, desenvolvimento, produção e comercialização de petróleo, de gás natural e de outros hidrocarbonetos fluidos.

Em novembro, a presidente Dilma Rousseff e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, confirmaram a nomeação do engenheiro Oswaldo Pedrosa para a presidência da Pré-Sal Petróleo (PPSA). Pedrosa, que havia sido indicado ao cargo em outubro, era gerente executivo da petroleira HRT.

Leia mais:

ANP recomendará novo leilão do pré-sal apenas em 2016

Com pré-sal, produção da Petrobras sobe em março

The Economist: leilão do pré-sal foi ‘barato’ e decepcionante

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade