Clique e assine a partir de 9,90/mês

Estados Unidos retiram Brasil de lista de países em desenvolvimento

Desta forma, benefícios comerciais para o Brasil serão restringidos; outras 18 nações foram atingidas pela norma

Por Da Redação - 11 Feb 2020, 05h35

O governo de Donald Trump publicou uma nota nesta segunda-feira, 10, onde informa que retirou o Brasil e outras 18 nações da lista de países consideradas em desenvolvimento. Estar na lista significava ao país ter determinados benefícios comerciais.

Com a norma do Departamento de Comércio dos Estados Unidos, países como Brasil, Argentina, África do Sul, Índia e Colômbia deixam de ter um tratamento preferencial em negociações. Alguns dos privilégios que essas nações tinham eram prazos maiores para negociar e vantagens tarifárias.

O governo dos EUA afirmou em nota que para tomar a decisão levou em conta “fatores econômicos, comerciais e outros, como o nível de desenvolvimento de um país e a participação de um país no comércio mundial.”

Os Estados Unidos dizem ainda que o objetivo com a norma é diminuir o número de nações que estão em desenvolvimento e poderiam receber tratamento especial sem que hajam barreiras contra seus produtos. O órgão norte-americano também levou em conta pedidos de adesão para entrar na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Continua após a publicidade

Em encontro com Trump em Washington, em março de 2019, o presidente Jair Bolsonaro pediu apoio à entrada do Brasil na OCDE, abrindo mão do tratamento preferencial na Organização Mundial do Comércio (OMC).

Os Estados Unidos informaram também que, para baixar a norma que muda os status dos países, não consideraram indicadores de desenvolvimento social, como analfabetismo, expectativa de vida ao nascer e taxas de mortalidade infantil.

Publicidade