Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Esperança com Europa levanta bolsas dos EUA pelo 3o dia

Por Da Redação - 6 out 2011, 17h53

Por Rodrigo Campos

NOVA YORK (Reuters) – O mercado acionário norte-americano encerrou em alta pela terceira sessão seguida nesta quinta-feira, conforme os planos em evolução da zona do euro para proteger os bancos europeus deram a investidores esperança de que a ameaça de crise financeira diminuiu.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 1,68 por cento, para 11.123 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 1,88 por cento, para 2.506 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 teve valorização de 1,83 por cento, para 1.164 pontos.

Papéis do setor financeiro lideraram os ganhos de Wall Street, motivados pelos planos da União Europeia de recapitalizar seus bancos. O Banco Central Europeu afirmou estar pronto para comprar títulos de dívida a fim de fornecer capital barato de longo prazo para credores europeus que têm necessidade de financiamento.

Publicidade

O componente do setor financeiro do S&P teve alta de 3,2 por cento e acumulou valorização de 8,8 por cento nos últimos três dias, embora o setor permaneça um dos mais fracos no ano.

A turbulência que aflige a Europa foi o principal motivo por trás da onda de vendas que levou brevemente o S&P 500 para território considerado baixista na terça-feira. Desde que atingiu uma mínima em treze meses, próxima dos 1.075 pontos, o S&P 500 subiu 8,4 por cento.

“Estamos tendo um movimento de alta novamente, baseado na ideia de que eles (autoridades europeias) chegarão a um acordo e nos resgatarão, disse Doug Roberts, estrategista-chefe de investimentos da Channel Capital Research.

Ele disse que o mercado estava oscilando entre a euforia e o desespero com as notícias sobre a Europa. Isso se traduziu em mais volatilidade e na falta de direção generalizada do mercado.

Publicidade

Evidenciando a recente volatilidade, esta quinta-feira marcou o quinto dia seguido de oscilações acima de 1,7 por cento no S&P 500. Nesse período, o índice se valorizou apenas 0,39 por cento.

Publicidade