Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Espanha reacende crise do euro e derruba mercado europeu

LONDRES, 4 Abr (Reuters) – As ações europeias caíram para a mínima em dois meses nesta quarta-feira, que registrou a maior queda diária em um mês, após um decepcionante leilão de bônus da Espanha reacender as preocupações com a crise da dívida da zona do euro.

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias, fechou em queda de 2,1 por cento, aos 1.049 pontos, segundo dados preliminares. Já o Euro Stoxx 50, da zona do euro, recuou 2,46 por cento, aos 2.398 pontos, rompendo a marca de 50 por cento de retração de dezembro a março.

O indicador dos bancos da zona do euro, que detêm a maior parte da dívida da região, teve baixa de 3,14 por cento, depois de os custos de empréstimos da Espanha saltarem em um leilão de títulos nesta quarta.

“A crise do euro sempre vem em ondas e esta é, claramente, uma nova onda”, afirmou o economista-chefe do banco Berenberg, Holger Schmieding. “Há muita volatilidade e hoje não parece que atingimos o fundo ainda”, completou.

Em LONDRES, o índice Financial Times caiu 2,3 por cento, a 5.703 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX baixou 2,84 por cento, para 6.784 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 2,74 por cento, a 3.313 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib declinou 2,42 por cento, para 15.245 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 caiu 2,09 por cento, a 7.660 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desceu 2,36 por cento, para 5.361 pontos.

(Reportagem de Francesco Canepa)