Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Espanha anuncia que tomará medidas ‘contundentes’ contra Argentina

Ministros espanhóis se reúnem para discutir medidas contra desapropriação

O governo espanhol condenou nesta segunda-feira a decisão arbitrária das autoridades argentinas de desapropriar a YPF. Os líderes anunciaram que vão adotar medidas claras e contundentes em defesa dos interesses da Repsol e de todas as empresas espanholas no exterior.

Leia também:

Governo argentino expulsa diretores e já ocupa a YPF

A posição do executivo diante da tomada de controle da YPF por parte do governo argentino foi exposta pelos ministro das Relações Exteriores, José Manuel García Margallo; Indústria, José Manuel Soria, e pelo secretário de Estado de Comércio, Jaime García Legaz.

Segundo García Magallo, a medida das autoridades argentinas rompe o clima de cordialidade e amizade que presidiu as relações entre ambos os países. Por sua vez, Soria assinalou que se trata de uma decisão hostil contra a Repsol e, portanto, contra a Espanha e o governo espanhol.

Apesar de entender que a Argentina quebrou as regras do diálogo, Soria afirmou que confia que o gesto hostil não será o início de uma escalada de atitudes arbitrárias por parte do país.

Os ministros das Relações Exteriores e Indústria compareceram diante da imprensa depois da reunião de urgência que mantiveram no Palácio da Moncloa com o presidente do governo, Mariano Rajoy, para analisar a situação criada pela decisão do Executivo argentino de expropriar a YPF.

(Com agência EFE)