Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Endividamento e inadimplência sobem em outubro, diz CNC

Embora tenham crescido, ambos seguem, contudo, em patamares mais baixos neste ano que os verificados no mesmo mês do ano passado

Por Da Redação 24 out 2012, 09h54

O número de famílias endividadas aumentou em outubro, assim como a fatia dos consumidores inadimplentes, aponta a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta quarta-feira pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Servi��os e Turismo (CNC).

O porcentual das famílias que estavam endividadas era de 58,9% em setembro e subiu para 59,2% no mês seguinte. Já a fatia que declarou ter dívidas ou contas em atraso saiu de 19,1% para 20,5%, no mesmo período. Também na mesma base de comparação, o número de famílias que afirma não ter condições de pagar as dívidas ficou estável (de 7,1% para 7,0%).

Embora tenham aumentado tanto o endividamento quanto a inadimplência, ambos seguem em patamares mais baixos neste ano que os verificados em outubro do ano passado, quando os endividados somavam 61,2% das famílias e os inadimplentes chegavam a 21,3%.

Leia mais:

Inadimplência começa a perder fôlego no ano

Número de cheques sem fundo cai em setembro

O aumento no endividamento na passagem de setembro para outubro ocorreu apenas entre as famílias com faixa de renda até dez salários mínimos, na qual o porcentual com dívidas alcançou 61,0% em outubro, contra 60,5% em setembro. Entre as famílias com renda acima de dez salários mínimos, o porcentual de endividados passou de 51,7% em setembro para 51,4% em outubro.

O aumento na inadimplência em outubro ocorreu nas duas faixas de renda. Entre as famílias que recebem até dez salários, a fatia que possui contas ou dívidas em atraso alcançou 22,7%, ante 21,0% em setembro. No grupo com renda superior a dez salários mínimos, os inadimplentes totalizaram 11,6% em outubro, contra 11,4% em setembro.

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade