Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Endividamento das famílias cresce e é o maior desde 2015

Segundo a CNC, 62,4% dos núcleos familiares tinham dívidas no mês passado; cartão de crédito é apontado como o principal motivo do endividamento

Por Da redação
4 abr 2019, 15h47

A parcela de famílias endividadas no Brasil aumentou em março. Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 62,4% dos núcleos familiares tinham dívidas, em atraso ou não, no mês passado, ante os 61,5% em fevereiro. Esse é o terceiro mês de alta seguida do indicador e o maior patamar desde setembro de 2015, quando chegou a 63,5%.

Levando em consideração apenas as famílias inadimplentes, isto é, que deixaram de pagar contas, o índice ficou em 23,4% em março deste ano, acima dos 23,1% do mês anterior.

O percentual de famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso aumentou de 9,2% em fevereiro para 9,4% em março deste ano.

Continua após a publicidade

O cartão de crédito foi apontado como o principal motivo das dívidas por 78% das famílias endividadas, seguido por carnês (14,4%), e, em terceiro, por financiamento de carro (10%).

Segundo a economista da CNC Marianne Hanson, além da recuperação gradual das concessões de crédito e do consumo das famílias, há um fator sazonal que influi nos resultados: a incidência dos gastos extras de início de ano, ocasionando uma demanda maior por empréstimos. “Entretanto, apesar da alta do percentual de endividados, o comprometimento médio de renda com o pagamento de dívidas ficou estável, refletindo condições ainda favoráveis de juros e prazos”, afirmou.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.