Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Empresa de Eike Batista é multada em R$ 1,3 mi

Secretaria do Ambiente do Rio de Janeiro autuou a OSX por problemas na região do Porto do Açu; empresa contesta maneira como o problema foi tratado

Por Da Redação - 1 fev 2013, 12h59

A OSX, empresa de construção naval do grupo EBX, do bilionário Eike Batista, foi multada pela Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro em 1,3 milhão de reais devido a problemas causados pela empresa na região do Porto do Açu, em São João da Barra, no norte fluminense.

A autuação se deve ao aumento da salinização da água doce de canais e lagoas da região, em função de obras do Porto do Açu, segundo a secretaria. O teor de sal na água na região subiu de 0,5 grama por quilo de água para 2,2 gramas, de acordo com o governo.

A denúncia foi feita pela Universidade do Norte Fluminense e confirmada por técnicos da secretaria. “Eles (a empresa) até fizeram uma obra para minimizar o problema, mas não nos comunicaram…”, disse a jornalistas o secretário de Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc, ao destacar que não foi comunicado pela OSX do aumento do teor de sal na água da região.

A OSX convocou conferência de imprensa para comentar o assunto nesta tarde. “Viram o aumento da salinidade, mas não comunicaram ninguém. Isso é errado”, informou a empresa, por meio de comunicado.

Publicidade

Além da penalidade, o secretaria determinou que a OSX faça uma obra de dragagem em áreas afetadas para escoar a água com mais teor de sal e realize o plantio de árvores na região.

A obra e o florestamento devem custar, segundo Minc, mais 3 milhões de reais.

Leia também:

Eike tem 72,5% do patrimônio nos Estados Unidos

Publicidade

OSX terá aumento de capital de até US$ 1 bilhão

(Com agência Reuters)

Publicidade