Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Emprego na indústria encerra 2013 em queda de 1,1%

No último mês do ano, indicador recuou 0,3% na comparação a novembro. Número de horas pagas a trabalhadores do setor caiu 1,3% no ano passado

O número de empregados no setor industrial brasileiro caiu 0,3% entre novembro e dezembro e fechou o ano de 2013 em queda de 1,1%, informou nesta terça-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a dezembro de 2012, o recuo no indicador foi de 1,7%, o 27º resultado negativo nessa base de comparação.

Ainda de acordo com o IBGE, o número de horas pagas aos trabalhadores do setor diminuiu 1,3% no acumulado do ano passado, enquanto folha de pagamento real avançou 1,2% no período.

Em 2013, a produção industrial avançou apenas 1,2%. O número foi insuficiente para recuperar as perdas de 2012, quando a produção industrial recuou 2,5%. No mês de dezembro, a atividade industrial recuou 3,5%, o pior resultado em cinco anos.

Leia mais:

Produção industrial cai 3,5% em dezembro: pior resultado em 5 anos

Confiança da indústria recua 0,4% em janeiro

Em Manaus, indústria bate recorde de faturamento

No ano, onze dos quatorze locais pesquisados mostraram diminuição no quadro de funcionários, sendo o Nordeste o principal, com queda de 4,5% no emprego industrial. São Paulo (-0,9%), Rio Grande do Sul (-2,2%), Pernambuco (-6,4%) e Bahia (-5,6%) também mostraram piora no indicador em 2013. Por outro lado, Santa Catarina (0,9%) foi a principal pressão positiva.

Entre os dezoito setores pesquisados, onze tiveram queda, como o de calçados e couro (-5,3%), outros produtos da indústria de transformação (-4,1%), máquinas e equipamentos (-2,3%), vestuário (-2,7%), produtos têxteis (-3,6%), produtos de metal (-2,5%) e máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-2,8%). Do lado positivo, vieram os alimentos e bebidas (1,2%) e borracha e plástico (3,0%).