Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Emirates conclui acordo de US$ 56 bi com Boeing

Fabricante terá de entregar 150 aviões inicialmente, mas negócio inclui direito de compra de mais 50 aviões

Por Da Redação - 9 jul 2014, 10h22

A Dubai Emirates concluiu nesta quarta-feira um acordo de 56 bilhões de dólares para comprar 150 jatos 777X da Boeing. O negócio já havia sido anunciado em junho do ano passado, logo após a companhia aérea desistir de um acordo com a Airbus, mas foi assinado apenas agora.

O acordo inclui direito de compra adicional de 50 aviões, que pode aumentar o valor do negócio para 75 bilhões de dólares, disse a Boeing em um comunicado. “Com a ordem para 150 777Xs, a Emirates agora tem 208 aviões 777 a serem entregues, criando empregos em toda a cadeia”, disse o presidente Emirates, Tim Clark.

O acordo vem dias antes da Farnborough International Airshow, evento que acontece em Hampshire (Ingraterra) e tradicionalmente movimenta bilhões de dólares em novas encomendas de aviões. Em junho do ano passado, a companhia aérea dos Emirados Árabes cancelou um negócio para comprar 70 aeronaves A350 da Airbus – avaliado em 16 bilhões de dólares -, o que golpeou as ações da fabricante de aviões.

Leia mais:

Publicidade

Cade aprova compartilhamento de voos entre Gol e TAP

Cade aprova compartilhamento de voos entre TAM e Iberia

Embraer lança nova versão do jato E175

(com agência Reuters)

Publicidade