Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Embraer faz parceria com portuguesas Ogma e EEA

A Embraer Defesa e Segurança informou nesta quarta-feira que assinou contrato de parceria com a Indústria Aeronáutica de Portugal (OGMA) e com a Empresa de Engenharia Aeronáutica (EEA) para o Programa KC-390. Por meio do acordo, Portugal desenvolverá na EEA o projeto de engenharia de componentes do jato e reabastecedor militar KC-390 que serão fabricados na OGMA.

“A participação de Portugal no KC-390 reforça nossa posição no mercado europeu de defesa”, afirmou em nota o presidente da Embraer Defesa e Segurança, Luiz Carlos Aguiar. A fabricante brasileira lembra que o contrato assinado foi antecedido por uma Declaração de Intenções entre os Ministérios da Defesa brasileiro e português, assinado em setembro de 2010, e enfatiza o compromisso de Portugal em comprar aviões KC-390.

“Esse acordo constitui uma oportunidade para dinamizar a capacitação do cluster aeronáutico militar, de forma a gerar e desenvolver competências tecnológicas”, avalia o presidente da EEA, Jacinto Moniz de Bettencourt. Já o presidente da Ogma, Almir Borges, destaca que o acordo representa uma oportunidade para a empresa desenvolver suas capacitações tecnológicas e de fabricação em um programa militar de alto valor agregado.

A EEA, localizada na cidade portuguesa de Maia, no Minho, dedica-se à concepção, promoção e execução de projetos de engenharia, ensaios, desenvolvimento e fornecimento de produtos ou de estruturas aeronáuticas. Já a OGMA é uma empresa voltada para atividades aeronáuticas, contando com uma longa e conceituada tradição na fabricação e manutenção de aeronaves. Em suas instalações na cidade de Alverca, a OGMA emprega engenheiros e técnicos na manutenção de aeronaves civis e militares e na fabricação de segmentos aeronáuticos metálicos e em compósito.

(Com Agência Estado)