Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Embolia pulmonar faz Levy trocar avião por helicóptero para ir a Washington

Helicóptero voa mais baixo que avião, diz médico do ministro, Arthur Vianna

Seguindo recomendação médica, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, trocou o avião pelo helicóptero para viajar de Nova York a Washington, nesta segunda-feira. “O helicóptero sobe menos que o avião”, afirmou o médico do ministro, o pneumologista Arthur Vianna. Levy sofreu embolia pulmonar e, contra a orientação médica, embarcou já no sábado rumo aos Estados Unidos. Ao lado de Dilma, Levy participará de jantar com o presidente americano, Barack Obama, ainda nesta segunda. Segundo o médico de Levy, o quadro de embolia foi confirmado, mas os riscos da viagem de volta ao Brasil são menores que o de ida, já que o ministro está medicado. “Minha maior preocupação era a ida (a Nova York)”, ressaltou o médico.

Leia também:

Radar: No sacrifício

Levy foi ao hospital na última quarta-feira, com dores no peito e o primeiro diagnóstico foi de enfarte agudo no miocárdio. Na ocasião, o ministro foi medicado e liberado. Na sexta-feira, após resultado de uma tomografia, o diagnóstico foi alterado para embolia pulmonar, que é a obstrução de artérias dos pulmões decorrente da formação de coágulos. Vianna afirma que aconselhou ao ministro não viajar. “Eu contraindiquei a viagem e falei com ele sobre os riscos”, reafirmou o médico. Assim que chegar ao Brasil, Levy deve passar por novos exames e por uma nova avaliação médica.

Leia mais:

Dilma defende projetos de infraestrutura a empresários americanos

Comércio é alvo principal de visita de Dilma aos EUA

(Com Estadão Conteúdo)