Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Em meio a polêmicas sobre o plano para salvar a Grécia, Samaras recebe Troika

Por Por Isabel Malsang e Katerina Vousssoura
5 jul 2012, 15h11

O novo primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, se submeteu nesta quinta-feira a um delicado exame ante os credores da Grécia, imersa na crise da dívida e da recessão, e cujo plano de recuperação tem sido seriamente prejudicado pelos últimos três meses de disputas políticas.

Samaras, um conservador que governa com os socialistas e a esquerda moderada, se reuniu nesta quinta-feira durante uma hora com os chefes da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI), Poul Thomsen, Banco Central Europeu (BCE), Klaus Masuch, e da Comissão Europeia, Matthias Mors, encarregados de examinar as contas gregas, às vésperas da reunião dos ministros de Finanças da zona do euro na segunda-feira.

A delicada situação na qual se encontra a Grécia foi resumida pelo novo ministro de Finanças, Yannis Sturnaras, que participou do encontro: “Anos difíceis nos esperam. Vejo a luz no final do túnel, mas o túnel é longo e precisamos de paciência”, afirmou.

“Muitas coisas têm mudado nestes três meses e alguns aspectos do programa têm desandado”, reconheceu. O ministro se referia à suspensão das reformas devido à falta de coesão política e ao descumprimento de contas públicas. Os países europeus suspenderam a ajuda desde primeiro de maio.

A missão da troika é avaliar a amplitude do déficit e dos esforços que têm que ser realizados e escutar as propostas do governo grego para decidir se retoma ou se amplia a ajuda internacional à Grécia.

Continua após a publicidade

O que está em jogo nestas negociações é a próxima entrega de 31,5 bilhões de euros de empréstimo, antes de 20 de agosto, segundo o jornal Ethnos.

O governo de Samaras, que se apresenta como pró-europeu, espera renegociar uma parte dos esforços de austeridade contidos no memorando assinado pela Grécia com seus credores. Um dos pontos que mais lhe interessam é a ampliação de um para três anos do período de ajuste orçamentário.

Falta saber se isso é possível caso seja mantida a taxa de endividamento do país de 120% do PIB até 2020, data estabelecida no acordo anterior.

As contas gregas serão examinadas na segunda-feira pelos ministros de Finanças do Eurogrupo, antes de a troika retornar a Atenas até o final de julho.

Continua após a publicidade

“A troika me disse que vou passar por um momento difícil na segunda-feira e eu lhes disse estou totalmente consciente disso”, afirmou Sturnaras à imprensa.

Entre as reformas suspensas durante este vazio legislativo, na qual foram realizadas duas eleições, estão alguns processos de privatização, que o novo governo quer retomar, e as reformas fiscal e da administração.

“Os assuntos cruciais são as necessidades de cumprir o déficit orçamentário para 2013 e 2014 e a reforma do mercado de trabalho”, disse o dirigente do BCE, Jörg Asmussen, nesta quinta-feira.

Samaras apresentará o resultado das negociações na sexta-feira em seu discurso de política geral no Parlamento, onde tentará explicar como suavizar a austeridade que acaba alimentando a recessão.

Continua após a publicidade

A troika pediu para voltar a ver o ministro de Finanças, provavelmente no domingo pela manhã, antes de regressar a Bruxelas para fazer um resumo da situação, disse uma fonte do Ministério.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.